Mesatenistas brasileiros fecham Aberto da República Tcheca com quatro pódios

seg, 27 jun 2022 12:23:31 -03:00



Sophia Kelmer durante jogo na República Tcheca | Foto: Divulgação/Fédération Française HandiSport

Sophia Kelmer durante jogo na República Tcheca | Foto: Divulgação/Fédération Française HandiSport

Com uma medalha de ouro, duas de prata e uma de bronze - quatro no total -, o Brasil encerrou a sua participação no Aberto Paralímpico de tênis de mesa da República Tcheca. A competição foi disputada desde a última quinta-feira, 23, em Ostrava, a terceira maior cidade do país, e terminou neste sábado, 25. 

A medalha de ouro veio com Sophia Kelmer, 14, nas duplas femininas. Ao lado da inglesa Lucy Pickard, ela subiu ao lugar mais alto do pódio na classe WD14. 

Nesta classe, as cinco duplas jogaram entre si. Com três vitórias e apenas uma derrota, Sophia e Lucy chegaram aos sete pontos, mesma pontuação da dupla francesa formada por Morgen Caillaud e Lucie Hautiere, a quem tinham vencido por 3 sets a 1, resultado que valeu a vantagem nos critérios de desempate. As parciais foram de 5/11, 11/6, 11/6 e 11/8.

Na decisão da classe XD17, nas duplas mistas, Sophia voltou a subir ao pódio, mas, desta vez, ficou com a prata.  A sua dupla com o brasileiro Lucas Carvalho foi superada em sets diretos pelos espanhóis Ander Cepas e Olaia Martinez (7/11, 5/11 e 10/12). Foi a única derrota dos brasileiros em todo o torneio. 

Na caminhada rumo à final, Sophia e Lucas foram dominantes no grupo 3, vencendo por 3 sets a 2 os noruegueses Fredrik Johansen e Nora Korneliussen (8/11, 11/9, 9/11, 11/8 e 11/2) e os franceses Lucas Didier e Lucie Hautiere (11/8, 8/11, 4/11, 11/9 e 12/10). Garantiram a classificação para o mata-mata com o triunfo por 3 sets a 1 sobre os espanhóis Edgar Mataro e Pilar Gonzalez (6/11, 12/10, 11/8 e 11/4).

Nas quartas de final,  Sophia e Lucas venceram os dinamarqueses Henrik Brammer e Thea Nielsen por 3 sets a 2. As parciais foram de 11/9, 8/11, 11/13, 12/10 e 11/8. Na semifinal, os brasileiros derrotaram os croatas Pavao Jozic e Mirjana Lucic por 3 sets a 1 (9/11, 11/9, 11/4 e 11/9).

“Já é o terceiro torneio que jogamos juntos e estamos evoluindo, nos entrosando”, disse Lucas. “O nível estava muito alto, com as principais potências do Mundo e os principais jogadores. Mas nossa dupla jogou muito bem, mesmo num caminho difícil, passando pelas fortíssimas duplas da França, da Dinamarca e da Croácia”, analisou. “Estou muito feliz com a conquista e é sempre um prazer jogar ao lado de Sophia”, concluiu o atleta. Além destas duas medalhas, Sophia ainda faturou uma prata no individual da classe 8. 

A outra medalhista brasileira na República Tcheca foi Evellyn Santos, que, ao lado da turca Lara Samsunlu, conquistou o bronze na classe WD22. Na semifinal, elas foram superadas em sets diretos pelas campeãs Denisa Macurova (República Tcheca) e Natalya Kosmina (Ucrânia). As parciais foram de 11/4, 11/5 e 11/6.

Outras participações brasileiras

No sábado, Paulo Henrique Fonseca e Gabriel Antunes ficaram nas quartas de finais da classe MD18. Foram superados pelos indonésios Komet Akbar e Banyu Mulyo em 3 sets a 1, com parciais de 6/11, 11/5, 9/11, 4/11. Pela mesma classe e fase, Lucas Carvalho e o tcheco David Pulpan se despediram da competição na derrota para os ucranianos Ivan Mai e Lev Kats, que venceram em sets diretos, com parciais de 11/8, 11/6 e 11/7.

O Aberto Paralímpico de tênis de mesa da República Tcheca contou com a participação de dez mesatenistas brasileiros.
 
*Com informações da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM)
 
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial