Nadadores da Escola Paralímpica ficam entre os oito melhores do Brasil

ter, 17 mai 2022 15:01:58 -03:00



Miguel Rodrigues (S1) bateu novamente o recorde brasileiro nos 50m borboleta no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação. Foto: Ale Cabral/CPB

Miguel Rodrigues (S1) bateu novamente o recorde brasileiro nos 50m borboleta no Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação. Foto: Ale Cabral/CPB


Alessandra Oliveira, Eduardo Lima, Ivan Bevenuto e Miguel Santos, todos alunos da Escola Paralímpica de Esportes do CPB, participaram do Campeonato Brasileiro Loterias Caixa de natação na última semana. 

Miguel Santos, da classe S1, estabeleceu o novo recorde brasileiro nos 50m borboleta, com o tempo de 1min45s61. O jovem nadador de 15 anos, já era o detentor da marca desde o mês de abril, na 1ª Nacional do Circuito Loterias Caixa. 

O tempo feito por Miguel foi abaixo da melhor marca do planeta feita na prova. No entanto, de acordo com os critérios do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês), como o atleta ainda não participou de nenhuma competição com nadadores estrangeiros e não passou por uma classificação do IPC, o seu tempo não pôde ser reconhecido como recorde mundial. A melhor marca válida do mundo nos 50m borboleta pela classe S1 é de 1min58s14, feita pelo sueco David Lega, na Finlândia, em março de 1997. 

Além dos 50m borboleta, Miguel, que tem dismelia (má-formação congênita dos membros superiores e inferiores), nadou os 50m livre (prata), 100m livre (5º lugar) e os 50m costas (prata). 

Eduardo Lima, da classe S3, ficou em quarto lugar nos 50m costas e 200m livre. 

Já Ivan Bevenuto (S2), ficou em oitavo lugar nos 50m livre. Nesta mesma prova, pela classe S5, Alessandra Oliveira ficou em quarto lugar. 

Escola Paralímpica de Esportes
A Escola é realizada pelo CPB desde 2018 e, atualmente, são oferecidas aulas em 11 modalidades: atletismo, badminton, bocha, esgrima em cadeira de rodas, futebol de cegos, goalball, halterofilismo, judô, natação, tênis de mesa e vôlei sentado. Todas compõem o atual programa dos Jogos Paralímpicos, estabelecido pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, sigla em inglês). Todos os serviços são oferecidos gratuitamente.  

Ainda há vagas para participar da Escola Paralímpica de Esportes do CPB, basta preencher a ficha de cadastro. 

FICHA DE INSCRIÇÃO

Os alunos são atendidos dois dias por semana, divididos em turmas às segundas e quartas-feiras e terças e quintas-feiras, em dois horários: das 14h às 15h30 e das 16h às 17h30.    

As crianças recebem uniforme e lanche durante a estadia no CT Paralímpico. Também é disponibilizado transporte em locais estratégicos da Grande São Paulo. Todos os serviços são oferecidos gratuitamente.  Para mais informações sobre o projeto, entrar em contato pelo e-mail: escolaparalimpica@cpb.org.br     

As aulas retornaram em 2021 no mês de outubro, após mais de um ano e meio sem aulas devido à pandemia da Covid-19. Para as aulas, os seguintes protocolos sanitários são seguidos: todos deverão utilizar máscara, com exceção dos alunos no momento das atividades; os acompanhantes deverão apresentar o comprovante de vacinação contra Covid-19, assim como os alunos dentro da faixa etária do Programa Nacional de Vacinação.  

Patrocínios
O atletismo tem o patrocínio da Braskem e das Loterias Caixa.


A Escola Paralímpica de Esporte conta com o patrocínio do Grupo Volvo via Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal.   

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial