CPB convida militares e agentes de segurança pública para se cadastrarem no Programa Militar Paralímpico

ter, 22 mar 2022 14:26:34 -03:00



Luis Fernando Cavalli conversa com participantes do Camping Militar Paralímpico no ano de 2019  | Foto: Ale Cabral/CPB

Luis Fernando Cavalli conversa com participantes do Camping Militar Paralímpico no ano de 2019 | Foto: Ale Cabral/CPB

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) está recebendo cadastros de militares e agentes de segurança pública com deficiência física ou visual interessados em participar do Programa Militar Paralímpico (PMP) da entidade.

Entre as ações que fazem parte do PMP está o Camping Militar Paralímpico, projeto organizado pelo CPB desde 2018 que objetiva a detecção e o desenvolvimento de talentos esportivos, além do aprimoramento da qualidade de vida de militares e agentes da segurança pública com deficiência por meio do esporte.

As próximas edições do Camping Militar Paralímpico estão previstas para julho e dezembro de 2022, sendo cada uma com a duração de uma semana. Durante os Campings, são oferecidas clínicas de treinamento em tiro com arco e em tiro esportivo, modalidades que permitem uma maior longevidade esportiva aos praticantes, adequando-se, assim, à faixa etária média de 40 anos de idade dos membros do Programa Militar Paralímpico.  

Além do treinamento esportivo, os participantes dos Campings também são classificados funcionalmente em ambas modalidades, passam por avaliações físicas e recebem palestras e orientações. Espera-se que alguns participantes dos Campings e das demais ações do PMP sigam para o alto rendimento.



"Temos como objetivo o desenvolvimento de atletas de alto rendimento que possam vir a representar o Brasil em Jogos Mundiais e Paralímpicos. Acreditamos que o perfil do militar e do agente de segurança pública com deficiência se adequa a essa proposta, não apenas por conta da longevidade característica dessas modalidades, mas também pelo histórico desses profissionais, já acostumados com o manuseio do armamento e com o treinamento de tiro", disse Luis Fernando Cavalli, assistente do Departamento de Desenvolvimento Esportivo do CPB e responsável pelo PMP. 

Vale ressaltar que o PMP também proporciona ingresso de seus participantes em outras modalidades paralímpicas. "Participantes com 35 anos ou menos podem ser apresentados a outras modalidades, como a natação ou o atletismo, dependendo de suas aptidões e interesses esportivos. Além disso, aqueles que já estão no alto rendimento de outras modalidades e apresentam bons resultados, naturalmente, são incentivados a permanecerem em suas respectivas modalidades", afirmou Luis. 

Para Luis, além da prática esportiva, os participantes do Camping também têm a oportunidade de se sentirem incluídos novamente em uma rotina militar. Ele também reforçou que o projeto é restrito a militares e a agentes de segurança pública que possuem deficiência física ou visual. "Muitas pessoas me perguntam se elas podem se tornar militares ingressando no programa. Gostaria de frisar que não podem. O projeto é voltado para aqueles que já têm um histórico profissional nas Forças Armadas, nas Polícias Militares, nos Corpos de Bombeiros ou em outros cargos relacionados à área de segurança pública", explicou. 

Locomoção, alimentação, hospedagem e classificação funcional
Luis ressaltou que, durante os Campings Militares Paralímpicos, o CPB arca com todos os custos referentes ao transporte, alimentação e hospedagem de seus participantes. "Além disso, são oferecidas camisetas do programa para serem utilizadas durante as atividades", salientou. 

Por fim, o assistente também comentou sobre a classificação funcional e o feedback dos profissionais a cada participante do Camping. "Nós os orientamos tecnicamente, mas, obviamente, respeitamos as suas próprias escolhas. Além disso, o participante já sai do Camping com sua classificação funcional no tiro com arco e no tiro esportivo, o que possibilita o melhor direcionamento de seu treinamento e a sua participação em competições", finalizou Luis.

Além do Camping Militar Paralímpico, o CPB deve realizar, ainda neste ano, o Festival Militar Paralímpico e a 1ª edição das Paralimpíadas Militares, prevista para ocorrer em João Pessoa, Paraíba, e que contará com competições nas modalidades atletismo, natação, tiro com arco e tiro esportivo. 

Confira abaixo o calendário das ações do PMP previstas para 2022*:

Camping Militar Paralímpico - de 3 a 9 de julho (tiro com arco e tiro esportivo);
1ª Paralimpíadas Militares - de 11 a 16 de outubro (atletismo, natação, tiro com arco e tiro esportivo);
Festival Militar Paralímpico - 12 de novembro
Camping Militar Paralímpico - de 4 a 10 de dezembro (tiro com arco e tiro esportivo).

*Obs.: Calendário sujeito a alterações. Os locais das ações serão divulgados posteriormente.

Atualmente, o PMP possui cadastro de 219 militares e agentes de segurança pública com deficiência oriundos de 43 diferentes Forças e instituições. Os interessados em se cadastrar no PMP e participar das ações do Programa devem preencher o formulário online disponível neste link:

ACESSE AQUI O FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

Todos os cadastros recebem resposta, são avaliados e passam por uma triagem, a fim de verificar se o perfil dos inscritos se enquadra no programa.

Dúvidas e demais questões referentes ao PMP devem ser dirigidas ao e-mail: programamilitar@cpb.org.br ou ao telefone (11) 4710-4209.
 
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial