Secretário-geral da CBDV é eleito presidente da IBSA América

dom, 10 out 2021 16:05:19 -03:00



O Secretário-geral da CBDV, Helder Maciel, posa para foto durante Assembleia Geral da IBSA, em Amã, capital da Jordânia | Foto: Divulgação / CBDV

O Secretário-geral da CBDV, Helder Maciel, posa para foto durante Assembleia Geral da IBSA, em Amã, capital da Jordânia | Foto: Divulgação / CBDV

O secretário-geral da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV), Helder Maciel, foi eleito neste domingo, 10, presidente da IBSA América, o braço da Federação Internacional de Esportes para Cegos no continente. O mandato do dirigente será de quatro anos, e sua principal função é trabalhar pelo desenvolvimento das modalidades geridas pela IBSA em âmbito regional.

A IBSA (sigla de International Blind Sports Federation), cuja sede está localizada em Bonn, na Alemanha, possui ramificações em todos os continentes: África, América, Ásia, Europa e Oceania. Cada uma das cinco regiões conta com um representante. Helder vai substituir o argentino Domingo Latela no braço americano.

"É uma honra ter sido escolhido o representante do continente americano. Seguirei, a exemplo do que faço na CBDV, trabalhando pela melhoria das modalidades do ponto de vista técnico e estrutural. Todas as demandas que tivermos na região serão levadas ao conhecimento da Federação para que possamos atingir o nível de excelência desejado", disse Helder, que foi eleito durante a Assembleia Geral da IBSA, em Amã, capital da Jordânia. Ele está acompanhado da assistente administrativa, Lavínia Bafoni.

Nesta segunda-feira, 11, o dirigente vai participar da escolha da nova Diretoria Executiva da Federação. O cargo da presidência será ocupado ou pelo italiano Sandro Di Girolamo ou pela dinamarquesa Jannie Hammershoi, que tenta a reeleição.

Durante a reunião, também haverá uma apresentação sobre os Jogos Mundiais da IBSA 2023, que serão realizados em Birmingham, na Inglaterra, e os participantes discutirão mudanças importantes envolvendo o judô, cuja proposta para a divisão de categorias agora levará em conta a classificação visual (atletas B1, por exemplo, só lutarão contra outros B1).

*Com informações da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial