Velocista fluminense Fábio Bordignon bate recorde das Américas no segundo dia de seletiva do atletismo

qua, 09 jun 2021 18:05:59 -03:00



Fábio Bordignon (T35), à direita, bateu o Recorde das Américas nos 100m no segundo dia da Fase de Treinamento Seletiva do atletismo. Foto: Marcello Zambrana/Exemplus/CPB

Fábio Bordignon (T35), à direita, bateu o Recorde das Américas nos 100m no segundo dia da Fase de Treinamento Seletiva do atletismo. Foto: Marcello Zambrana/Exemplus/CPB

O fluminense Fábio Bordignon, da classe T35, estabeleceu novo recorde das Américas e brasileiro nos 100m nesta quarta-feira, 9, na sessão da tarde do segundo dia da Fase de Treinamento Seletiva do atletismo. A marca de 12s40 também lhe rendeu o índice para os Jogos Paralímpicos de Tóquio. A primeira etapa da seletiva acontece Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, até o próximo sábado, 12, e conta com 63 atletas inscritos.  

A antiga marca continental era 12s57, do próprio atleta, feita em 2018. "É muito gratificante voltar a correr e alcançar o índice para Tóquio. Com toda certeza, para mim, é uma superação de tudo que aconteceu, pandemia, estou voltando de lesão, tive coronavírus. Voltei a treinar recentemente e agradeço ao meu clube Andef, o professor Amaury [técnico chefe do atletismo] por todo suporte", comentou Fábio, que tem paralisia cerebral.

O atleta conheceu o esporte paralímpico em 2007, assistindo às transmissões dos Jogos Parapan-Americanos do Rio. Ao procurar uma instituição para pessoas com deficiência, descobriu o futebol de 7 e iniciou sua carreira em 2009. Disputou várias competições, inclusive os Jogos Paralímpicos de Londres 2012 pelo futebol de 7.   

Já em 2015, Fábio migrou para o atletismo e, no ano seguinte, já era recordista das Américas. Novamente nos Jogos Paralímpicos, faturou a prata nos 100m e nos 200m na edição do Rio, em 2016. Nos Jogos Parapan-Americanos Lima 2019 foi campeão nos 100m e faturou o bronze nos 200m da classe T35. 

“Agora, aguardo a convocação oficial e espero conquistar pelo menos uma medalha para o Brasil em Tóquio”, finaliza.

Mais resultados desta quarta

Apesar de não bater o índice de 10s68 na sua prova dos 100m, o velocista Alan Fonteles bateu o recorde das Américas pela classe T62 (amputados de membros inferiores com prótese). O atleta do Pará completou a distância em 11s09 e baixou a marca continental anterior que era de 11s42. 

Assim como havia feito na prova dos 100m, na abertura da seletiva, o velocista Christian Gabriel, da classe T37 (para atletas com paralisia cerebral), voltou a bater o índice nos 200m nesta quarta, 9. Ele correu em 23s19 e foi mais rápido do que a marca de 23s31 pré-estabelecida em sua classe. 

Outros atletas da classe T37, Mateus Evangelista e Ricardo Gomes ficaram próximos do índice de 11s34 nos 100m. O primeiro completou a prova em 11s79, enquanto o segundo fez em 11s59. 

Entre as mulheres, a velocista Gabriela Mendonça ficou a 34 centésimos do índice de 12s20 na prova dos 100m feminino pela classe T13 (atletas com deficiência visual).

Todos os participantes da Fase de Treinamento Seletiva obedecerão rigorosos protocolos sanitários implementados pelo CPB desde sua reabertura em julho de 2020.    

Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível
Os atletas Christian Gabriel da Costa, Fábio Bordignon, Matheus Evangelista são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 69 atletas.

Time São Paulo
Os atletas Alan Fonteles, Christian Gabriel da Costa, Gabriela Mendonça, Mateus Evangelista são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo que beneficia 57 atletas de 11 modalidades.

Patrocínio
O paratletismo tem patrocínio da Braskem e das Loterias Caixa.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)
 

PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial do Comitê Paralímpico Brasileiro
PATROCINADORES
Patrocinadora do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
FORNECEDORES
Fornecedor Oficial
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão