CPB reúne estrelas do esporte e temas atuais em lives comemorativas do Dia do Atleta Paralímpico

qua, 23 set 2020 13:42:18 -03:00



O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) celebrou o Dia Nacional do Atleta Paralímpico, na terça-feira, 22, com atrações online que reuniram especialistas e personalidades ligadas ao esporte e debates com temas atuais voltados às pessoas com deficiência.
 
Foram realizadas duas grandes lives que, juntas, somaram 302 horas no ar, com a participação do presidente do CPB, Mizael Conrado, de atletas paralímpicos como os velocistas Verônica Hipólito, Yohansson Nascimento e Fabrício Ferreira, dos nadadores Roberto Alcalde e Susana Schnarndorf, e da parataekwondista Débora Menezes, além do youtuber Fred, do canal Desimpedidos, e da influenciadora digital Isa Meirelles. Também participaram o jornalista Renato Peters e o apresentador e ex-judoca Flávio Canto.
 
"Buscamos diminuir a nossa distância física que este período exige com estes eventos online para levar aos atletas e às pessoas com deficiência a mensagem de que o esporte é a principal ferramenta de transformação da vida e de inclusão social. Parabenizamos todos os atletas paralímpicos por serem esse agente inspirador a tanta gente", afirmou Mizael Conrado, bicampeão paralímpico de futebol de cinco em Atenas 2004 e Pequim 2008, e presidente do CPB.  
 
Na primeira live, com o tema "Superação é uma ova!", o debate trouxe o ponto de vista dos atletas sobre o uso da palavra “superação” por parte das pessoas e da mídia, e como acreditam que a sociedade pode melhorar o tratamento à pessoa com deficiência no dia a dia. O bate-papo contou com a participação do presidente do CPB, Mizael Conrado, dos atletas Verônica Hipólito, Roberto Alcalde e Yohansson Nascimento, do youtuber Fred, do canal Desimpedidos, e da influenciadora digital Isa Meirelles.
 
“Foi um presente muito grande esse convite que o Comitê Paralímpico Brasileiro fez para mim. Com este bate-papo, já pude evoluir muito como pessoa e espero que as pessoas que assistiram também tenham tido essa sensação. Lives como essas ajudam mais ainda essa evolução da sociedade”, apontou o youtuber Fred.
 
“É muito importante ações como essas. Eu ainda vejo alguns olhares de desconfiança para as pessoas com deficiência. Ainda é um grande dilema na minha vida. Ainda chateia um pouco por colocarem primeiro a nossa deficiência na frente das minhas conquistas”, revelou Yohansson Nascimento, medalhista paralímpico e mundial na classe T47 (para atletas com deficiência nos membros superiores).
 
Já a segunda transmissão, apresentada pelo jornalista Renato Peters e que teve como tema o "Esporte como ferramenta de transformação", a parataekwondista Débora Menezes, o velocista Fabrício Ferreira, a nadadora Susana Schnarndorf e o apresentador e ex-judoca Flávio Canto, discutiram a importância da inclusão e educação por intermédio do esporte.
 
"Como eu já vivi os dois lados, sei que a gente treina tanto quanto os atletas convencionais. Nós, atletas paralímpicos, temos os mesmos objetivos: subir ao pódio, melhorar nossos índices. Nadamos na mesma piscina, raias e subimos nos mesmos pódios. Todo mundo quer treinar para melhorar o seu tempo", comparou a nadadora gaúcha Susana Schnarndorf, que disputou 13 provas do Ironman (uma das modalidades mais famosas do triatlo), antes de descobrir que tinha a doença MSA (múltipla falência dos sistemas) e se dedicar ao paradesporto.
 
“O esporte é uma ferramenta importantíssima para dar pertencimento e autoestima além da transformação. O esporte reúne muitas histórias e feitos que trazem para a gente a percepção de que também somos capazes. Parabéns a todos”, completou Flávio Canto. 
 
Neste bate papo, o diretor técnico do CPB, professor Alberto Martins da Costa, fez um convite às pessoas com deficiência do país a experimentarem o esporte paralímpico. No site do CPB, tem uma aba “Quero ser um atleta paralímpico”, na qual os interessados podem encontrar o clube ou associação mais próximo da sua residência para que possa ingressar e iniciar no esporte paralímpico. 
 
“Hoje, o esporte paralímpico tem espaço para diversas deficiências, incluindo as severas e, com certeza, os técnicos e os classificadores poderão indicar a melhor modalidade e provas para cada um. Busquem o esporte paralímpico porque realmente é a transformação e a ferramenta para a inclusão social”, disse Martins.  
 
Os bate-papos foram exibidos nos perfis oficiais do CPB no Facebook, no Tik Tok e no canal do Youtube. As transmissões, que contaram com mais de 800 comentários, inclusive de outros país como México, Argentina e Uruguai, e tiveram um alcance total de cerca de 35 mil pessoas, também geraram conteúdos exclusivos aos participantes que se cadastraram previamente. Ainda é possível se cadastrar para receber os materiais educacionais e promocionais neste link.
 
Instituído via decreto de lei nº 12.622, de 8 de maio de 2012, o Dia Nacional do Atleta Paralímpico somente começou a ser comemorado a partir de 2014. A data dá sequência ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com deficiência, 21 de setembro. 
 
Desde 2018 o CPB realiza o Festival Paralímpico para celebrar o Dia do Atleta Paralímpico, que neste ano foi cancelado devido a pandemia do Covid-19. A primeira edição do Festival, em 2018, foi realizada em 48 cidades com a participação de mais de 7.000 crianças. Em 2019, o evento teve 70 sedes e atendeu mais de 10.000 crianças.
 
Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível
 
Os atletas Débora Menezes, Fabrício Ferreira, Roberto Alcalde, Susana Schnarndorf e Yohansson Nascimento são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 70 atletas e sete atletas-guia.
 
Time São Paulo
 
Os atletas Verônica Hipólito e Yohansson Nascimento são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo que beneficia 61 atletas e dois atletas-guia de 11 modalidades.
 
Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão