Árbitro brasileiro é convocado para chefiar natação paralímpica no Parapan 2023

sex, 11 set 2020 07:40:19 -03:00



Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A arbitragem paralímpica do Brasil ganhou recentemente mais um motivo para celebrar o Dia do Árbitro, oficializado neste 11 de setembro. O árbitro brasileiro de natação paralímpica Alexandre Garrafa foi convocado pela federação internacional World Para Swimming (WPS, em inglês) para ser delegado técnico nos Jogos Parapan-americanos 2023, que serão realizados em Santiago, no Chile. Esta é a segunda vez na carreira que exercerá a função – a primeira foi em Lima 2019. 

Primeiro árbitro de natação paralímpica do Brasil a ter formação internacional (desde 2008), Garrafa terá novamente a responsabilidade de gerenciar todo o processo de organização e infraestrutura que a natação terá na competição em território chileno. Fará a gestão sobre processos como transporte, mobilidade, acessibilidade, lounges para os atletas, salas de classificação, calendário de provas e treinos, entre outros aspectos. 

Além disso, nos próximos anos, o árbitro brasileiro vai ministrar cursos de arbitragem para os juízes chilenos que vão atuar no Parapan e demais integrantes relacionados à modalidade do Comitê Paralímpíco Chileno.   

"É um reconhecimento internacional do nosso trabalho realizado ao longo de todos esses anos na arbitragem brasileira. Agradeço ao Comitê Paralímpico Brasileiro pelo treinamento e incentivo que recebi durante todo o meu período de formação e atuação como árbitro", afirmou.  

LEIA MAIS
EaD do CPB reúne cerca de 400 participantes de todo o país no feriado; saiba como participar

O CPB, por meio da sua área de Educação Paralímpica, oferece cursos gratuitos de arbitragem em natação e atletismo. Recentemente, foram abertas inscrições para profissionais de Educação Física que residem nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. Saiba mais aqui.

Esta será a quinta vez que Garrafa fará parte de arbitragem em Jogos Parapan-americanos. Além de coordenador de árbitro no Rio 2007, foi auxiliar de delegado técnico em Guadalajara 2011 e Toronto 2015 antes de se tornar delegado técnico pela primeira vez na competição do ano passado. 

Já em Jogos Paralímpicos, atuou em Londres 2012 também como auxiliar de delegado técnico e como gerente de esporte no Rio 2016. Para Tóquio 2020, foi convocado para atuar como árbitro. 

Ao todo, serão cerca de 50 árbitros de natação, entre chilenos e internacionais, que vão participar dos Jogos Parapan-americanos no Chile. 

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro 

PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão