Live Tamo Junto: Rodolpho Riskalla e Marlon Zanotelli falam de tratos com cavalos e conquistas para Tóquio

qui, 11 jun 2020 17:15:32 -03:00



Rodolpho Riskalla durante sua apresentação nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 | Foto: Marco Antônio Teixeira / MPIX / CPB

Rodolpho Riskalla durante sua apresentação nos Jogos Paralímpicos Rio 2016 | Foto: Marco Antônio Teixeira / MPIX / CPB

Em conversa amigável, os cavaleiros Rodolpho Riskalla e Marlon Zanotelli compartilharam histórias de suas carreiras na Live Tamo Junto desta quinta-feira, 11. Riskalla lembrou sua estreia no hipismo paralímpico e o maranhense sua medalha histórica nos Jogos Pan-Americanos de Lima.

Esta foi a quinta live conjunta entre as duas entidades que regem o desporto olímpico e paralímpico no país. Juntos, os dois comitês reúnem 336mil seguidores no Instagram. Atletas do atletismo, tênis de mesa, vôlei e natação já participaram desta parceria.

Rodolpho, 35 anos, é cavaleiro do hipismo convencional desde os oito anos. Em 2015, adquiriu meningite bacteriana e sofreu amputação tibial nas duas pernas, mão direita e dedos da mão esquerda. 

“Exatamente um ano depois das amputações, eu estava nos Jogos do Rio. Neste período, eu consegui um cavalo e me classifiquei para a competição. Só tenho a agradecer ao esporte por ter me ajudado a passar por essa fase ruim. Depois, as coisas começaram a deslanchar. Hoje eu tenho dois cavalos prontos para competir e chance de medalha em Tóquio”, comentou o atleta que compete no adestramento pela classe grau IV.

Em seguida, Marlon, 31, lembrou sua conquista do primeiro ouro no salto individual do hipismo brasileiro nos Jogos Pan-americanos Lima 2019. O feito também garantiu uma vaga brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“A prova de salto foi a última prova da modalidade e são dois percursos diferentes. Eu não cometi nenhum erro nos percursos. Minha família estava lá e nós nem sabíamos que não existia um campeão pan-americano. Quando terminei a prova, comentaram isso e é indescritível colocar seu nome na história do esporte foi surreal”, narrou.

LEIA MAIS
CPB lança nova aula on-line em plataforma de exercício físico para pessoas com deficiência
Live Paralímpica: Nonato celebra filho recém-nascido e relembra gols marcantes no futebol de 5
Federação Equestre Internacional destaca carreira do brasileiro Rodolpho Riskalla


A família de ambos os atletas é muito envolvida em suas carreiras, principalmente no trato dos cavalos. A mãe de Rodolpho é sua treinadora e a irmã cuida dos cavalos enquanto ele trabalha. Já Marlon, tem um haras com sua esposa que também é amazona profissional.

“Sempre que falam que o hipismo é um esporte individual, eu explico por que não concordo com isso. Cada cavalo tem pelo menos quatro pessoas viajando com ele entre veterinários e fisioterapeutas. A gente mostra o resultado final, mas sem essa equipe toda envolvida a gente não é nada”, disse Riskalla, que atualmente mora na França.

CONFIRA A LIVE COMPLETA AQUI

Entre as ações feitas pelo CPB durante a pandemia do Covid-19, também foram realizadas outras 16 lives, sendo nove sobre natação paralímpica e sete da série Live Paralímpica.

Na próxima terça-feira, 16, às 16h, a Live Paralímpica terá como convidada a nadadora Edênia Garcia. Já na Live Tamo Junto, o bate-papo será sobre ciclismo. Os campeões mundiais Lauro Chaman e Henrique Avancini se encontrarão nos perfis do CPB e do COB no Instagram na quinta-feira, 18, às 18h30.

Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível
O atleta Rodolpho Riskalla é integrante do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 70 atletas e sete atletas-guia.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão