Live Tamo Junto: Daniel Dias conta a Fratus como filhos ajudaram nos treinos no isolamento social

qui, 04 jun 2020 22:05:17 -03:00



Foto: Washington Alves/EXEMPLUS/CPB

Foto: Washington Alves/EXEMPLUS/CPB

O multimedalhista paralímpico Daniel Dias e o medalhista mundial de natação Bruno Fratus participaram da Live Tamo Junto, parceria entre o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e o Comitê Olímpico do Brasil (COB), nesta quinta-feira, 4. Daniel, que mora em Bragança Paulista (SP) relatou a Fratus, que reside na Califórnia (EUA) como filhos participaram dos momentos de treino no isolamento social.

O bate-papo aconteceu nos perfis oficiais das entidades no Instagram (@ocpboficial e @timebrasil). A transmissão deu sequência ao conjunto de ações feitas pelo CPB durante a pandemia do Covid-19.

No bate-papo, Daniel Dias, o maior medalhista no masculino da história dos Jogos Paralímpicos com 24 medalhas e pai de três filhos, Asaph (6) Danielzinho (4) e Hadassa (1), contou que precisou adaptar os treinos durante o isolamento social devido à pandemia do Coronavírus e contou com a participação dos pequenos. 

“Não comprei pesos, usei meus filhos. Eles queriam brincar com alguns equipamentos, enquanto eu treinava, então brincava com eles, jogava bola. Era divertido. Agora já pude voltar a treinar, apenas 50 minutos e estamos retomando e adaptando os treinos ao tempo que temos”, explicou Daniel que mora em Bragança Paulista, a 88km de São Paulo capital.

Fratus contou que comprou equipamentos para treinar na sala. “A seletiva olímpica estava próxima e estava em polimento [treinos intensos para últimos ajustes antes de competições], estava cansado. Quando tudo fechou, tirei uma semana para mim, para descansar. Depois comprei vários tipos de peso para poder treinar em casa. O corpo sente falta do exercício. Agora já podemos voltar a treinar, mas com restrições de tempo e distância”, contou o nadador que tem quatro medalhas em Campeonatos Mundiais de piscina longa.

LEIA MAIS
CPB lança programa on-line gratuito de atividade física voltada para pessoas com deficiência
Live Paralímpica: cavaleiro Riskalla conta como retomou treinos para Tóquio após 2 meses de isolamento


Os nadadores elogiaram a piscina do Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, e destacaram a importância do complexo.
“O CT Paralímpico é o maior legado dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Temos muitas competições lá, não só da natação. Jovens atletas treinam e competem lá e isso é muito bacana, faz a diferença”, disse Daniel, único brasileiro a ganhar três Troféus Laureus, considerado o “Oscar do Esporte”.

Bruno Fratus fez o período de aclimatação para os Jogos Olímpicos do Rio no CT Paralímpico e apontou as diferenças de estrutura entre o Brasil e os Estados Unidos, onde reside e treina atualmente. 

“A piscina do CT Paralímpico em São Paulo é incrível! Uma réplica da piscina de competição dos Jogos e detalhes como a cor do fundo, bloco de partida fazem toda a diferença na preparação. Ter lugares como o CT e o Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, a disposição dos atletas é muito bom. Aqui nos Estados Unidos todas as estruturas de treino são privadas, precisamos pagar para poder treinar”, contou o campeão pan-americano em Lima 2019 nos 50m livre.

Daniel admitiu não ter seguido uma dieta rígida durante o isolamento social e explicou para Fratus e para o público como a prótese é afetada pelo peso a mais. “A prótese tem um limite de tamanho na parte que encaixa no meu corpo. Se eu engordar muito ela não fixa direito. Sabia que tinha engordado um pouco e agora estou seguindo melhor a dieta”, relatou o nadador que tem má-formação congênita dos membros superiores e da perna direita. 

CONFIRA A LIVE COMPLETA AQUI

Ao todo, já foram realizadas 19 lives, sendo nove sobre natação paralímpica, seis da série Live Paralímpica e quatro da série Live Tamo Junto, parceria entre o CPB e o COB.

Na próxima terça-feira, 9, a Live Paralímpica contará com a participação de Raimundo Nonato, bicampeão dos Jogos Paralímpicos (Rio 2016 e Londres 2012), bicampeão Mundial (Madri 2018 e Japão 2014) no futebol de 5, para cegos. Na quinta-feira, 11, será a vez de Rodolpho Riskalla e Marlon Zanotelli conversarem sobre o hipismo na Live Tamo Junto.

Time São Paulo
O atleta Daniel Dias é integrante do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo que beneficia 61 atletas e dois atletas-guia de 11 modalidades.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão