Brasil começa segunda-feira com bronze de Raissa Rocha; Confira programação do dia no Mundial de Dubai

seg, 11 nov 2019 07:22:09 -03:00



Foto: Daniel Zappe/CPB/Exemplus

Foto: Daniel Zappe/CPB/Exemplus

A baiana Raissa Rocha conquistou mais um bronze para o Brasil no Mundial de Atletismo, em Dubai. Ela disputou o lançamento de dardo da classe F56 na madrugada desta segunda-feira, 11, no Dubai Club for People of Dertermination. Com essa conquista o país soma 11 medalhas: seis ouros, duas pratas e três bronzes.

A medalha de Raíssa Rocha veio em sua segunda tentativa quando lançou 22,28m. Quase 1,50m inferior a sua melhor marca no ano, de abril deste ano, durante o Open Internacional Loterias Caixa, no CT Paralímpico, em São Paulo. Mas Raíssa relatou problemas com a arbitragem no Mundial de Dubai.

“A árbitra queimou cinco vezes meus lançamentos, mas na sequência ela voltava atrás na decisão e os validava. Fiquei muito nervosa porque não sabia o que estava acontecendo. Eu pegava o dardo e levantavam a bandeira vermelha. Isso atrapalhou muito psicologicamente”, relatou.

A baiana de Ibipeba precisou esperar por quase uma hora até que todas as concorrentes tivessem a oportunidade de lançar. Esta foi uma das mais longas provas deste Mundial. Durou duas horas e 51 minutos. O ouro ficou com a letã Diana Dadzete, atual recordista mundial, com 25,54m. A prata foi para a iraniana Moavi Motaghian (22s67)

“Foi uma prova tensa. Eu sabia que ali eu poderia ser melhor, mas não foi ruim. Estou muito feliz com o bronze. Estou me sentindo bem, sem dor porque venho me recuperando de uma lesão no ombro. Agora vou me dedicar mais para conseguir o índice para os Jogos de Tóquio 2020”, comentou Raissa, que tem má-formação congênita nas pernas.

Na sessão da tarde deste quinto dia de competição em Dubai, o campeão paralímpico e recordista mundial do lançamento de disco da classe F56, Claudiney Batista, volta a participar de uma edição do Mundial, após ficar de fora de Londres 2017. 

Dubai representa a terceira aparição do atleta mineiro de Bocaiúva em Mundiais. Tanto em Lyon 2013 como em Doha 2015, ele subiu ao pódio. Em agosto, ele foi campeão nos Jogos Parapan-Americanos de Lima no disco. O lançador também lidera o ranking mundial, com 45,69m, o indiano Yogesh Kathuniya é quem mais se aproxima de Claudiney no ranking da temporada 2019 (44,47m).

Ao todo, sete brasileiros competirão por medalhas na tarde desta segunda-feira. Além de Claudiney, o atual campeão mundial dos 400m da classe T11, Daniel Mendes e seu guia Wendel Silva, disputam a final, ao lado de Felipe Gomes e Jonas Alexandre de guia, também perfilarão juntos na pista nesta final. O SporTV 2 transmitirá ao vivo a partir das 11h (de Brasília).

Nos 100m da classe T37, o caçula da delegação brasileira, Christian Gabriel da Costa, 17, conseguiu o quarto tempo. Ele foi o terceiro em sua bateria, com 11s59. Já o rondoniense Mateus Evangelista correu para 11s74, bem acima de sua melhor marca, e passou em oitavo. Ele é o atual campeão mundial, quando alcançou 11s48 em Londres 2017.  A final será às 11h53 (de Brasília). 

Na classe T38, o acreano Edson Pinheiro correu solto para chegar em 11s23 e fazer a terceira marca. Este é a sexta participação dele em Mundiais. Na última edição, na capital inglesa há dois anos, Edson, 40, foi bronze com 11s30. O atual campeão da prova, o Evan O’Hanlon avançou em quinto para a decisão (11s38), porém com o vento positivo de 3,1. 

Brasileiro herda medalha de bronze
No fim da manhã de Dubai, a delegação brasileira recebeu a informação de que o atleta João Vitor Teixeira herdara a medalha de bronze no arremesso de peso da classe F37 (paralisados cerebrais). A prova foi realizada no sábado, segundo dia de Mundial, e o atleta do Rio de Janeiro havia terminado em quarto lugar. O ouro fora para o grego Apostolos Charitonidis, com 15,43m, mas o resultado foi invalidado pelo IPC (Comitê Paralímpico Internacional, na sigla em inglês), que o considerou de uma classe acima (F38), para competidores com menor grau de comprometimento físico-motor. 

Assim, o ouro foi para o russo Albert Khinchagov (15,25m); a prata, ao tunisiano Ahmed Moslah (14,40m) e João Vitor pegou o bronze. “Os classificadores estavam observando este atleta havia um bom tempo. Ele não era da classe F37, mas a justiça foi feita, não adianta burlar a deficiência para competir com pessoas com menor grau de mobilidade, porque a justiça em algum momento ela vai ser feita, como aconteceu comigo”, comemorou após o pódio, João Vitor, que volta a competir no disco, na quarta-feira, 13.

Confira, abaixo, os resultados dos brasileiros que competiram na madrugada desta segunda-feira, 11, quinto dia de Mundial de Atletismo, em Dubai:
Final
Lançamento de dardo (F56): Raissa Rocha - bronze

Eliminatórias
100m (T12): Joeferson Marinho – 2º lugar*
100m (T12): Fabrício Ferreira – 4º lugar*
100m (T37): Mateus Evangelista – 8º lugar*
100m (T37): Christian da Costa – 4º lugar*
100m (T38): Edson Cavalcante – 3º lugar*
100m (T11): Lorena Spoladore – 2º lugar**
100m (T11): Thalita Simplicio – 3º lugar**
100m (T11): Jerusa Geber - 7º lugar**
100m (T47): Fernanda Yara – 14º lugar
*Classificado para final
**Classificado para semifinal

Confira a programação dos brasileiros na tarde desta segunda-feira, 11 (horário de Brasília):
11h03 - Claudiney Batista, final do lançamento de disco (F56)
11h09 - Lorena Spoladore, 100m (T11)
11h18 - Thalita Simplicio, 100m (T11)
11h25 - Jerusa Geber, 100m (T11)
11h44 - Viviane Ferreira, final dos 100m (T12)
11h53 - Mateus Evangelista e Christian da Costa, final dos 100m (T37)
12h02 - Daniel Mendes e Felipe Gomes, final 400m (T11)
12h21 - Edson Cavalcante, final dos 100m (T38)
13h05 – Viviane Ferreira, 200m (T12) 
13h16 – Ketyla Teodoro, 200m (T12)

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (


 

PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletismo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão