Notícias

Medalhistas paralímpicos vão ao pódio no Grand Prix Infraero de Judô, no Rio

Por CPB
Seg, 10 Set 2018 18:06:00 -0300
Tadeu Casqueira/CBDV Imagem

A Arena da Juventude, palco dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, recebeu nesta sexta-feira, 7, o Grand Prix Infraero de Judô Para Cegos. A competição contou com a participação de 158 judocas de todas as regiões do país. O evento foi disputado nas categorias adulto e iniciante, este último leva o nome de Copa Infraero – Antônio Tenório.

Diversos atletas da Seleção Brasileira estiveram na competição e foram destaques. Na categoria ligeiro feminino, para atletas até 48kg, a medalhista de prata dos Jogos Paralímpicos de Atenas 2004 e Pequim 2008, Karla Cardoso (CEIBC-RJ), foi a campeã. Assim como Maria Núbea Lins (REAÇÃO-RJ) na divisão até 57kg e Meg Emmerich (IRM-PR) que venceu no pesado.

As disputas femininas tiveram ainda Larissa Silva (CFCP-PA), ouro no meio-leve (-52kg), Benilce Lourenço (ISMAC-MS), campeã da categoria até 63kg e Renatta Molina (CESEC-SP) na disputa dos médios.

No masculino as disputas foram acirradas. Thiego Silva (AEPA-PA) e Roberto Paixão (RJ) fizeram a final do ligeiro com vitória do atleta paraense. Na divisão de cima, para atletas até 66kg, Mayco Rodrigues (ADVEG-GO) ficou com o ouro. O campeão da categoria até 73kg foi Denis Rosa (CESEC-SP), enquanto Harlley Arruda, da mesma associação, venceu no 81kg. O título dos médios foi conquistado por Arthur Silva (ADEVIRN-RN). Já nas categorias com pesos superiores, Robson Souza (ASDEVRON-RO) levou no até 100kg e Alexandre Silva faturou o ouro no pesado.

Brasil conquista primeiras medalhas na Copa do Mundo IBSA de judô 

Nos dias 9 e 10 de setembro, a Seleção Brasileira de judô compete a Copa do Mundo IBSA, em Atyrau, no Cazaquistão. A equipe conta com quatro atletas: Rebeca Silva (+70kg), Lúcia Araújo (-63kg), Antônio Tenório (-100kg) e Wilians Araújo (+100kg)

Neste domingo, 9, três dos brasileiros entraram no tatame no primeiro dia de competição e marcaram presença no pódio, destaque para Rebeca Silva que faturou o ouro na categoria pesado.

"Essa é a minha terceira Copa do Mundo, um evento super importante que antecede o Mundial. Então para mim foi uma conquista muito significativa, uma experiência surpreendente conquistar essa medalha. Estou muito feliz", comemorou Rebeca Silva.

Além da paulista, o Brasil foi representado por Wilians e Antônio. Ambos tiveram bons resultados e conquistaram as medalhas de prata e bronze, respectivamente.

Nesta segunda-feira, 10, será a vez da medalhista de prata dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 e Londres 2012, Lúcia Araújo, entrar no tatame em busca de mais um bom resultado para o Brasil. A atleta vai competir na categoria Meio Médio (-63kg). 

Após as disputas por medalhas, os brasileiros ficarão no Cazaquistão por mais dois dias para treinamentos com atletas de outros países. O retorno ao Brasil será no dia 13, com chegada marcada para o dia seguinte.

*Com informações da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)