Atletas estrangeiros reforçam a Copa Loterias Caixa de Goalball, no CT Paralímpico

qua, 09 out 2019 10:13:37 -03:00



Seleção Brasileira durante partida de goalball no Parapan de Lima 2019 (Crédito: Alexandre Schneider/EXEMPLUS/CPB)

Seleção Brasileira durante partida de goalball no Parapan de Lima 2019 (Crédito: Alexandre Schneider/EXEMPLUS/CPB)

Não estranhe se, durante a Copa Loterias Caixa de Goalball 2019, que começa nesta quarta-feira (09), em São Paulo, os diferentes sotaques de norte a sul do Brasil se misturarem a algumas expressões em outros idiomas. Atraídos pelo nível cada vez mais alto da competição, os estrangeiros marcarão presença na quadra do Centro de Treinamento Paralímpico.

"As expectativas para o Brasileiro são muito boas. Não conheço o time, vi vídeos, falei muito com eles, mas não os conheço. Por circunstâncias do meu trabalho, não pude ir treinar antes com eles, mas vamos tentar ajeitar isso com os primeiros jogos e alguns treinos", explica o português João Mota, de 23 anos, que defenderá a Uniace-DF.

O atleta não será o primeiro de Portugal a participar da competição, já que em 2017 seu conterrâneo Carlos Gomes jogou pela Apace-PB. A diferença é que Carlos já vivia em João Pessoa quando começou a treinar pela equipe paraibana. João será, portanto, o primeiro europeu contratado exclusivamente para o campeonato.

CONFIRA A TABELA DE JOGOS DA COMPETIÇÃO

Além dele, outros dois argentinos foram inscritos: Alejandro Almada defenderá a Acesa-SC, e Luis Rodrigues, o IRM-PR. A presença de sul-americanos, por sinal, já é uma tradição no torneio.

A vinda de João Mota ao time do Distrito Federal teve a influência de Leomon Moreno, com quem o português já jogou e foi campeão no Sporting-POR.

"É um cara parceiro de equipe, muito coletivo, gosta de se cobrar bastante. É um atleta parecido comigo, porque também tenho essa característica. Um ótimo ala esquerdo, mas é bem versátil, consegue jogar tranquilamente nas outras posições. Vai ser um bom reforço para a Uniace e para o campeonato", conta o craque brasileiro.

João vive na Espanha desde os 18 anos. Lá, formou-se fisioterapeuta. Trabalha em uma clínica da capital espanhola e é professor ajudante na Universidade Autónoma de Madri. O atleta nasceu com vitreorretinopatia exsudativa familiar, uma doença genética rara. Começou a jogar goalball aos 12 anos. Desde 2014, é convocado para a seleção de seu país.

"Em nível europeu, há três categorias: A, B e C. Portugal sempre esteve na C. Esta geração atual da qual faço parte conseguiu chegar até a B, o que já foi uma grande conquista", conta o jogador, que trará essa experiência lá fora para as quadras brasileiras.

Sobre a Copa Loterias Caixa

A maior competição de goalball do país conta com a participação de 33 equipes divididas entre as Séries A e B. A grande final da elite masculina, marcada para domingo (13), às 11h, contará com transmissão inédita dos canais SporTV.

Ao todo, mais de 300 pessoas, sendo 189 atletas, estão envolvidos no torneio deste ano. Ao longo de cinco dias, serão disputadas 69 partidas. Desde que a CBDV passou a organizar a competição, em 2011, a Apace-PB foi a maior ganhadora entre os homens, com três troféus (2014, 2013 e 2011). Já no torneio feminino, o Sesi-SP lidera a lista de taças, também com três (2017, 2016 e 2013).

As partidas poderão ser acompanhadas pelo site oficial da CBDV, que fará a transmissão simultânea das duas quadras utilizadas no campeonato. Clique AQUI para acessar a página.

Com informações da Confederação Brasileira de Desporto para Deficientes Visuais (CBDV)

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletirsmo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão