CPB monta megaoperação logística para atender sua maior delegação da história do Parapan

ter, 20 ago 2019 13:07:01 -03:00



O Comitê Paralímpico Brasileiro montou uma megaestrutura para levar a maior delegação de todos os tempos a Lima, no Peru, onde acontecerão os Jogos Parapan-Americanos de 2019, de 23 de agosto a 1º de setembro. O planejamento inclui voos, carros dedicados e uma robusta equipe para dar suporte aos 337 atletas que estarão em ação na capital peruana a partir desta sexta-feira.

A delegação total é composta por 513 pessoas, que chegam a Lima desde o último sábado, 17, em sete voos. O último deles virá diretamente da Suíça, onde 13 atletas do parabadminton disputam nesta semana o Mundial da modalidade, que fará, em seguida, a sua estreia no programa do Parapan. O desafio logístico é ainda mais complexo nos trechos aéreos, uma vez que 111 integrantes da delegação são cadeirantes. Serão, ao todo, 152 cadeiras de roda transportadas.

Para facilitar o deslocamento em uma das maiores cidades da América Latina, o CPB conta ainda com 14 carros exclusivos: são três carros adaptados, três convencionais e oito vans que estarão à disposição de todos os integrantes do time nacional. 

"É a maior missão da história do Comitê Paralímpico Brasileiro. Um desafio enorme em termos logísticos, com 17 modalidades diferentes em Lima, no Peru. É uma missão que requer um esforço para que todos os atletas e as comissões técnicas tenham a melhor condição possível de desempenhar a sua melhor função. Requer, ainda, planejamento e uma execução que beiram a perfeição. Planejamos todos os detalhes de deslocamento, acessibilidade, embarque, desembarque, distribuição de alojamentos e etc", disse Alberto Martins da Costa, chefe de missão e diretor-técnico do CPB. 

CONFIRA AQUI O GUIA COMPLETO COM O PERFIL DOS 337 ATLETAS   

Cinquenta e seis profissionais de saúde são responsáveis por atender a delegação. São fisioterapeutas, fisiologistas, enfermeiros, médicos, psicólogos e nutricionista que asseguram o bem-estar do maior grupo da Vila Parapan-Americana. Dez malas médicas foram levadas a Lima, com todos os suprimentos de saúde necessários para os oito dias de competição. Onze oficiais administrativos completam o grupo. 

Todas as 17 modalidades terão representantes nacionais. O Brasil busca repetir o feito das três últimas edições dos Jogos continentais. Desde o Rio 2007, quando a competição passou a ser realizada na mesma sede dos Jogos Pan-Americanos (tal qual ocorre nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos), os atletas brasileiros não conhecem outro resultado que não seja o primeiro lugar no quadro geral de medalhas. Foi assim em 2007, em Guadalajara 2011 e em Toronto 2015. Neste último, foram obtidas 257 medalhas, das quais, 109 de ouro, 74 de prata e 74 de bronze.

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletirsmo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão