Brasileiros fecham participação no Circuito Pan-Americano de ciclismo com 34 medalhas de ouro

seg, 17 jun 2019 16:23:45 -03:00



Ana Patrícia/Exemplus Comunicação/CPB

Ana Patrícia/Exemplus Comunicação/CPB

Paratletas de várias partes do Brasil e outros cinco países participaram da segunda edição do Circuito Pan-Americano de Paraciclismo de Estrada em São Paulo. A competição, reuniu provas de contrarrelógio individual e resistência e distribuiu 126 medalhas durante os dois dias de evento. Os primeiros dez colocados de cada categorias na classificação geral marcaram pontos no Ranking Mundial da modalidade.

A delegação brasileira encerrou sua participação conquistando 89 medalhas, sendo 34 ouros, 31 pratas e 24 bronzes. O resultado, bastante positivo, é fruto do trabalho que vem sendo realizado através das ações da Confederação Brasileira de Ciclismo e Comitê Paralímpico Brasileiro, que visam o desenvolvimento da modalidade de forma descentralizada e profissional.

“Trazer um evento internacional para o Brasil faz com que os nossos paratletas possam vivenciar uma experiência única. Através do apoio do CPB, conseguimos viabilizar hospedagem e alimentação gratuita para todos os participantes, além de uma excelente estrutura, facilitando na logística e segurança da competição. Essa é uma troca de conhecimento muito importante, aproximando o Brasil de outras nações”, destacou Edilson Alves “Tubiba”, Coordenador do Paraciclismo na CBC.

Com duas medalhas de ouro na categoria MC5, Lauro Chaman, um dos principais paratletas da atualidade, comentou a importância da competição para contribuir com o nível do paraciclismo brasileiro no cenário internacional.

“Poder competir provas do Ranking Mundial em casa é muito satisfatório. O apoio da torcida é um incentivo que faz toda a diferença. Estou feliz por estar me sentindo bem, conseguindo resultados importantes na véspera da convocação para o Jogos Parapan-Americanos de Lima, então só tenho a agradecer a todos pelo apoio e principalmente a CBC e o CPB pela organização do evento”, comentou Lauro.

Neste domingo, 16, os competidores não economizaram energia para superar os longos percursos que chegaram a ter mais de 70km em algumas categorias. A MC5 foi uma das categorias mais disputadas. A medalha de ouro ficou com Lauro Chaman, da Memorial/Santos, seguido por Soelito Gohr, que representa a Secretaria de Esportes de Indaiatuba, e Johnatan Mineiro dos Santos, segundo e terceiro colocados, nesta ordem.

No Tandem, o destaque brasileiro veio com a dupla formada por Márcia Fanhani e Cristiane Silva (Piloto), da Memorial/Santos, que conquistaram a medalha de ouro após percorrerem 65km com o tempo de 1h45min44s. A medalha de prata ficou com Ádria Rocha dos Santos e Kelly Cristina (Piloto), do APGF/São José/Avaí F.C, enquanto o bronze foi para Gilce Cristina e Lorena Oliveira, da União Metropolitana Paradesportiva de Maringá.

Entre as Handbikes, Eduardo Ramos Pimenta (Time Para Capital), da MH3, e Fernando Aranha (Clube de Ciclismo de São José dos Campos), da MH4, mantiveram a hegemonia brasileira e também garantiram a medalha de ouro. Os resultados completos de todas as categorias estão disponíveis no site da confederação.

O Circuito Pan-Americano de Paraciclismo de Estrada etapa Brasil é uma organização e realização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e Federação Paulista de Ciclismo (FPC), com supervisão da União Ciclística Internacional (UCI) e Confederação Pan-Americana de Ciclismo (COPACI). A competição conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Diadema e Penks Vestuários.

Com informações da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC)

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)


PATROCINADOR MASTER
Patrocinadora oficial de 11 modalidades paralímpicas
PATROCINADORES
Patrocinadora oficial do Paratletirsmo Brasileiro
Patrocinadora do Comitê Paralímpico Brasileiro
APOIADORES
Apoiador do Comitê Paralímpico Brasileiro
PARCEIROS
Parceiro do Comitê Paralímpico Brasileiro
Parceiros do Atleta Cidadão